Feliz 2015, pálido ponto azul!

PaleBlueDotEm 14 de Fevereiro de 1990, a sonda Voyager I, na sua interminável e inimaginável viagem, distante  de casa já 6,4 mil milhões de quilómetros, recebeu uma ordem para se virar para trás e tirar uma foto ao nosso planeta Terra.

Obediente, fê-lo e o resultado foi um retrato muito granulado, onde a custo se divisava um minúsculo e pálido ponto azul no meio de um raio de sol: era a Terra.

A fotografia – a pale blue dot – já a conhecia, mas da história dela que li há dias fiquei a saber que foi Carl Sagan que a pediu, curioso de saber como nos vêem desde os confins do sistema solar.

A propósito dela, Sagan disse:

“Olhem de novo esse ponto. É aqui, é a nossa casa, somos nós. Nele, todos a quem amamos, todos a quem conhecemos, qualquer um sobre quem você ouviu falar, cada ser humano que já existiu, viveram as suas vidas. O conjunto da nossa alegria e nosso sofrimento, milhares de religiões, ideologias e doutrinas económicas confiantes, cada caçador e coletor, cada herói e covarde, cada criador e destruidor da civilização, cada rei e camponês, cada jovem casal de namorados, cada mãe e pai, criança cheia de esperança, inventor e explorador, cada professor de ética, cada político corrupto, cada “superestrela”, cada “líder supremo”, cada santo e pecador na história da nossa espécie viveu ali – num grão de pó suspenso num raio de sol.

As nossas posturas, a nossa suposta auto-importância, a ilusão de termos qualquer posição de privilégio no Universo, são desafiadas por este pontinho de luz pálida. O nosso planeta é um grão solitário na imensa escuridão cósmica que nos cerca. Na nossa obscuridade, em toda esta vastidão, não há indícios de que vá chegar ajuda de outro lugar para nos salvar de nós próprios.”

Vivo num grão de pó suspenso num raio de sol. Espero lembrar-me disso mais amiúde em 2015.

Aloisio Nogueira

Génio em part-time. Nasceu em 1966 e está moderadamente contente com isso, embora os seus rendimentos sejam ridiculamente baixos. Part-time genius. Born in 1966 and mildly happy about that. Ridiculously small income, though.

Deixe uma resposta